Alugando um apartamento em Edimburgo

Uma das primeiras coisas que estranhei logo após a minha mudança foi a forma de trabalhar das imobiliárias escocesas, ou pelo menos as de Edimburgo. Já tinha tido experiência de querer alugar um imóvel no Brasil e quando você vai à imobiliária com uma ideia geral do que quer, os corretores saem te mostrando um zilhão de imóveis, te levam para ver outro zilhão e assim vai até o fechamento ou não do negócio.

Bem, não é bem assim que as coisas funcionam por terras escocesas. Ao chegar na imobiliária os corretores esperam que você já tenha visto os apartamentos no site deles e já chegue lá ou telefone informando que quer visitar o imóvel X. É marcado então um dia e horário para visitar o imóvel. Às vezes pode até acontecer de ver dois imóveis na mesma imobiliária no mesmo dia, mas não espere muito mais do que isso. E não espere também que o corretor te leve para cima e para baixo de um imóvel para o outro. No horário marcado vocês se encontram na porta do imóvel ou às vezes já no apartamento e pronto.

Gostou do que viu? Você vai então fazer um depósito para segurar o apartamento para você e ele parar de ser mostrado enquanto a papelada anda. A imobiliária vai te pedir referências e mais algumas coisas para enviar para o proprietário (aqui chamado landlord) para ele ver se aceita você como inquilino. No meu caso, como não conhecia ninguém para servir de referência/fiador e sou autônoma, a exigência foi de que eu pagasse os primeiros seis meses de aluguel antecipado, no dia da entrega das chaves. Essa é uma prática bem comum. O bom é que durante seis meses você não paga o aluguel. O ruim é que tem que ir preparado para desembolsar essa quantia de uma vez.

Além do aluguel, há também o pagamento do seguro. No meu caso foi um aluguel e meio. Esse valor fica depositado em uma espécie de título de capitalização e, no final do contrato, se estiver tudo certo com o apartamento, o valor é devolvido para você.

O landlord aceitando você é só mudar. No dia da mudança o pessoal da imobiliária vai apresentar para você o inventário de tudo o que há no apartamento e de todos os “defeitos” encontrados, tipo problema na pintura, mancha no armário, etc, etc. Você tem sete dias (no meu caso o prazo foi esse) para conferir tudo e caso encontre outras coisas anotar, assinar e enviar de volta para a imobiliária. Faça isso! Uma verificação igual vai ser feita ao sair.

Você vai receber também um manual com os direitos e deveres de inquilino e proprietário. É muito útil ler. Diferente do Brasil, pelo menos na imobiliária onde aluguei meu apartamento, qualquer conserto no apartamento era por conta da imobiliária. Deu defeito na descarga? Era meu dever entrar em contato com a imobiliária e eles mandariam alguém para consertar. E assim por diante. Outra coisa importante é discutir e colocar tudo no contrato. Veja antes se seu landlord aceita pets no apartamento. Alguns não falam nada, mas o certo é antes de arrumar um avisar à imobiliária e ver com o landlord. Lembre-se sempre que o apartamento não é seu, para evitar dores de cabeça.

Ah, a duração normal dos contratos é de seis meses e depois se for de interesse dos dois ele vai ser renovado automaticamente. Caso queira sair ou o landlord queira o apartamento, o aviso precisa ser dado, por escrito, com pelo menos dois meses de antecedência.

Para a procura de apartamentos eu indico dois sites: o rightmove e o gumtree

No mais, boa sorte na procura!

Anúncios
Sobre tatySou alguém que ama. Alguém que não sabe viver sem esse sentimento e, talvez por isso, muitas vezes a vida se torne tão sofrida. Não falo de um amor apenas carnal, mas de amor pela vida, pelas coisas, pela natureza, pelo desconhecido. Em tudo o que faço tem um pouco de amor; se não fosse assim não conseguiria fazê-lo. Amo minha profissão e não me vejo em outra. Amo minha família, meus sobrinhos lindos. Amo meu avô que se foi há tanto tempo, mas que até hoje dói. Amo as muitas Tatianas que há em mim. Sou muitas, assim como Clarice e, talvez por isso, me identifico tanto com ela. Amo o Chico e seu jeito de cantar as dores e alegrias das mulheres. Amo U2 e toda beleza e dor que existem por trás das palavras cantadas por Bono. Amo a sensação de saber que sou capaz de amar e de me sentir amada. Amo andar de mãos dadas por aí, sem precisar dizer uma palavra, o jeito, o calor das palmas unidas, dos dedos entrelaçados já falam por si. Amo meus amigos. Minha vida não seria a mesma sem cada um deles, perto ou longe... nos momentos de alegria ou de tristeza. Amo escrever. Ver as palavras ganhando vida no papel, expressando, muitas vezes, aquilo que não consigo expressar em palavras. Amo o jeito como ele me olha. Amo olhá-lo. Amo ouvir música e me deixar invadir pela melodia. Simplesmente amo a vida. Amo o passado e as pessoas que fizeram parte dele. Amo o presente e o que faz parte dele e amo o futuro e todas as perspectivas que ele me traz. Amo... e sei que no dia que esse sentimento me deixar, a vida também não estará mais presente em mim! Quer saber mais, ou entrar em contato? Mande um e-mail para vivendoemedimburgo@gmail.com ou me procure no twitter @vivendoemedimburgo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s