Hora de arrumar as malas: e agora?

arrumandoasmalas

Três dias para embarcar e finalmente posso dizer que as malas estão prontas. Ufa. Mas olha, não foi fácil. Pelas conversas que tive com outros viajantes é normal essa nossa vontade de levar tudo o que temos. Mas muita calma nessa hora. Só pra vocês terem uma ideia, fiz e desfiz a mala três vezes até chegar a este ponto de dizer que elas estão prontas.

É claro que o quê levar é algo muito, muito pessoal, mas tenha em mente uma máxima: você não usa aqui no Brasil? Então para que levar? Você não vai usar no seu novo país. Outra dica, experimente as roupas antes de colocar na mala. Para quê levar aquela roupa que está apertada demais, grande demais ou gasta demais? Fazer mala é um grande serviço de desapego, minha gente. Além disso, não se esqueça de levar em consideração o clima do lugar para onde você está indo.

unicornio

Outra coisa que me ajudou muito foi ter uma balança para pesar a mala. No primeiro dia uma das malas estava com 30 kg e a outra com 20 kg. Assim, no da seguinte, arrumei tudo novamente para que cada mala ficasse com cerca de 25 kg. Facilitando assim na hora de subir as escadas do apartamento carregando as duas. Pode até parecer bobagem agora, mas depois de um dia inteiro viajando, já cansada, faz sim muita diferença.

E mesmo com as várias roupas, ainda consegui espaço para alguns DVDs e meus funkos queridos, afinal, mesmo que o apartamento já venha mobiliado, quero que a minha casa tenha a minha cara. E você, o que não pode faltar de jeito nenhum na sua mala?

Anúncios

Você é uma pessoa precavida?

melhores-seguro-viagem-baratos

Minha avó costuma dizer que uma pessoa precavida vale por duas. E eu acho que nos preparativos de uma viagem essa máxima vale demais. É claro que imprevistos fazem parte do jogo e vão acontecer, mas algumas coisas podem ser evitadas. E tenho tentado evitá-las ao máximo.

Outro dia estava no banco e tinha uma moça na mesa ao lado explicando para o gerente que o filho estava na Irlanda, tinha sido roubado e estava precisando que ela tirasse um dinheiro da conta dele aqui no Brasil e enviasse para ele, mas ela não tinha procuração para isso, não tinha cartão da conta dele, ou seja, o gerente estava explicando que não tinha como. O modo mais fácil seria ele fazer uma espécie de procuração lá e enviar pelo correio para que ela pudesse movimentar a conta dele aqui no Brasil. Já imaginou?

É por isso que minha mãe já tem uma procuração para poder resolver problemas para mim em qualquer lugar, bancos, órgãos públicos, Detran, alugar imóvel, qualquer coisa. E pra facilitar ainda mais, coloquei ela de segunda titular na minha conta bancária.

indice

Outra coisa que pretendo fazer lá para fevereiro é um seguro viagem. Muita gente diz que é bobagem, que é dinheiro jogado fora. Pois bem, eu também achava, até ter uma infecção de garganta absurda no Chile e precisar de um médico. Graças ao seguro. em coisa de uma hora os paramédicos estavam na porta do meu quarto me medicando. Tudo bem, que foi um pouco exagerado para uma dor de garganta, mas como eu iria conseguir comprar antibiótico sem um médico? Como eu iria achar um médico no final de semana com o meu pobre e precário espanhol, do tipo “Como se llama, si, bonita, si, mi casa, su casa Shakira, Shakira”? Pois bem, tomara que seja sim dinheiro jogado fora, mas pelo menos algo de uns 10 dias, para dar tempo de eu chegar e me registrar no serviço médico e tudo mais.

Algumas coisas não podem ser evitadas, mas o que eu puder evitar, vou evitar!